Visualizar

BLOGS DO PORTAL TERRAS POTIGUARES NEWS

domingo, 25 de abril de 2010

MULHERES POTIGUARES

















LUZIA FRANCISCA, PATRÍCIA, ELIETE, RITINHA, JULLYETTH, KEILA e DONA TOTA









Antes de dissecar sobre as mulheres que fizeram e fazem a história da Mesorregião Oeste Potiguar, primeiramente vou mostrar as mulheres que fizeram e fazem parte de minha vida, primeiramente as minhas saudosas e inesqueciveis mãe LUZIA FRANCISCA DA CONCEIÇÃO, falecida em 11 de janeiro de 1971 e filha Maria Patrícia Bezerra das Chagas(17/8/1983 - 08/11/1984), ambas são MINHA SANTA e meu ANJO, respectivamente; minha querida e amada filha MARÍLIA JULLYETTH BEZERRA; minha atual companheira Kelly Cristina Torres. Além de minha ex-esposa Maria Eliete Bezerra das Chagas, mãe de JULLYETTH, como também de minhas sogras: RITA MARIA DA LUZ e FRANCISCA GOMES TORRES, ambas falecidas.



GRANDES MULHERES OESTANAS
ALAR nas mulheres potiguares e não citar nada sobre JOANA CACILDA BESSA, uma apodiense nascida no então povoado e atual município de Itaú no dia 26 de setembro de 1898, filha de José Marcolino Bessa e Emília Rosa Botão é mesmo que não dizer nada. Ela foi a primeira eleitora de Pau dos Ferros, em 1927 e a primeira intendente municipal Potiguar, atual cargo de vereador, eleita em 2 de setembro de 1928, com 725 votos, pelo município de Pau dos Ferros, e tomou posse em 2 de fevereiro de 1929, tendo em vista que no dia 1º de janeiro a mesma não ter sido empossada juntamente com os outros intendentes eleitos no pleito eleitoral de 1928, em virtude de ter viajado para Natal a fim de resolver problema de seu interesse particular, conforme ata assinada pelo senhor João Tomaz de Aquino, Secretário da Intendência Municipal. Portanto, Joanna Cacilda de Bessa foi a primeira mulher do Rio Grande do Norte, talvez do Brasil a se eleger Vereadora, já que na época esse cargo era denominado de Intendente. Cacilda na época residia em Pau dos Ferros, posteriormente foi residir em Natal. Faleceu no ano de 1998, aos 102 anos de idade.
JOANA era irmã de Raimunda Bessa Botão, conhecida popularmente pela alcunha de MUNIDINHA BESSA, nascida em 27/09/1900 e falecida em Rodolfo Fernandes em 01/11/1978, casada com Cristóvão Colombo Pinheiro de Melo.
CACILDA a primeira vereadora do Brasil, talvez da América do Sul, eleita em 2 de setembro de 1928, quando apenas poucas mulheres haviam votados, cujos sufrágios foram cancelados pelo Congresso Nacional. Cacilda apenas é lembrada como a primeira eleitora de Pau dos Ferros, mas os nossos pesquisadores nunca se a profundaram na história dessa mulher que foi a primeira vereadora de nosso país. Meu pai mata a cobra e mostra o pau, veja a seguir, a ata

Edital cedido por FRANCISCO LOPES, conhecido por CHICO LOPES, ex-vereador de Pau dos Ferros e patrono da Cãmara Municipal, cuja homenagem foi feita em vida, tendo em vista que Chico Lopes, ainda hoje, com mais de 80 anos, residente em Pau dos Ferros. Este esquisador, graças a ele pode pesquisar todos os livros de ATAS da Câmara Municipal de Pau dos Ferros, cujo mais antigo é datado de 1872


ANA RODRIGUES BRAGA, conhecida por ANA FLORIANO, nascida a 19 de dezembro de 1821), era casada com FLORIANO DA ROCHA NOGUEIRA, sendo os pais de Jeremias da Rocha Nogueira (29/03/1844 - 29/06/1881) que deu à terra de Santa Luzia de Mossoró o seu primeiro jornal, “O Mossoroense, fundado a 17 de outubro de 1972, hoje o quarto jornal mais antigo em circulação do Brasil, perdendo somente para os jornais DIÁRIO DE PERNAMBUCO, JORNAL DO COMÉRCIO, RJ e CAMPIN..... Comandou em 1875, o batalhão de mulheres que, amotinadas, invadiram o recinto e rasgaram os livros em que os funcionários faziam na Paróquia de Santa Luzia, em Mossoró, o alistamento em face da nova Lei para o Recrutamento e sorteio dos indivíduos aptos para o serviço do Exército e da Armada, movimento que ficou conhecido como “O MOTIM DAS MULHERES”. Na opinião do Cônego Sales, “inegavelmente foi um movimento “sui generis” na história do Rio Grande do Norte: era a mulher potiguar, que julgava ferida no seu sentimento maior – o amor filial – que ela julgava-o violado pela lei que instituiria a obrigatoriedade do serviço militar, cuja lei naquele instante, representada pelo Juiz de Paz, Tomaz Celestino da Costa, foi importante para reprimir a atitude rebelde daquele grupo de respeitáveis senhoras, chefiada por Ana Floriano BARONESA DO

MARIA DE FÁTIMA ROSADO NOGUEIRAFAFÁ ROSADO, nasceu em Mossoró, no dia 3 de março do ano de 1953, filha Jerônimo Dix-Neuf Rosado Maia e de Maria Odete de Góis. È casado com o deputado estadual, Dr. Leonardo da Vinci Lima Nogueira, natural de Mossoró, nascido a 17 de setembro de 1949, filho de Manuel Leonardo Nogueira e de ISMALITA Lima Nogueira, mãe dos seguintes filhos: Fadia Maria Rosado Nogueira, Farah Maria Rosado Nogueira, Jerônimo Leonardo Rosado Nogueira e Jerônimo Emanuel Rosado Nogueira. Cursou o Ensino Fundamental no Ginásio Sagrado Coração de Maria e o Ensino Médio (2º Grau), no Colégio Diocesano Santa Luzia. Foi aprovada no vestibular de Economia na Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN). Posteriormente conseguiu nova aprovação para o curso de Enfermagem, na mesma instituição. Formou-se e abraçou a profissão de enfermeira. As primeiras experiências profissionais foram na iniciativa privada. Ocupou cargos de administração nas empresas Montagens Técnicas e Retificações de Motores Ltda. (MONTEC) e na Sociedade Oeste Ltda. (SOCEL). Começou a atuar no serviço público quando foi aprovada no concurso público da Secretaria Estadual de Saúde. Depois de contratada, trabalhou no Centro Clínico do Bom Jardim, hoje Centro Clínico Professor Vingt-un Rosado, Centro de Saúde de Mossoró, Laboratório de Citopatologia e II Unidade Regional de Saúde Pública, onde chegou a ser gerente. Foi coordenadora do Departamento de Saúde Individual e Coletiva da Secretaria Municipal de Saúde, hoje Gerência Executiva da Saúde e coordenadora da Secretaria Estadual de Governo e Projetos Especiais (SEGOV), em Mossoró e região. Na rede de saúde privada trabalhou na Clínica de Ginecologia e Obstetrícia de Mossoró. Também tem experiência com serviços voluntários, no Centro Social Mãe do Salvador, em Mossoró.
A primeira experiência na política foi no ano 2000, como candidata a prefeita de Mossoró pelo Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB), onde obteve mais de 42.530 votos. Em 2004, já filiada ao Partido da Frente Liberal (PFL), onde permanece. Se candidatou novamente e foi eleita com 57.904 votos, juntamente com sua companheira de chapa, Cláudia Regina Freire de Azevedo (Aracati-CE, 28/8/1964). É candidata à reeleição e tem como companheira de chapa, a ex-deputado estadual Ruth Alaíde Escóssia Ciarline Medeiros (03/4/1957), irmão da ex-prefeita de Mossoró e Rosalba Ciarline Rosadi

SANTA CAETANA DE BRITO GUERRA, nasceu na povoação do Brejo, atual cidade de Felipe Guerra, na época, município de Apodi, a 7 de março de 1903, filha de Felipe Guerra Néri de Brito (26/5/1867 – 04/5/1951), este filho do Barão Luiz Gonzaga de Brito Guerra e da Baronesa Josefina Augusto da Nóbrega; e de dona MARIA GURGEL DO AMARAL, filha do Coronel TIBÚRCIO VALERIANO GURGEL DO AMARAL (14.4.1843 – 10.02.1933) e de CAETANA GURGEL DE OLIVEIRA De uma tradicional família católica no Estado, Santa Guerra foi uma das ´primeiras potiguares a concluir curso superior no exterior. Recebeu o diploma em Economia Doméstica expedido pela Universidade Católica de Louvain, Bélgica. E patrona da cadeira nº 20 da Academia Mossoroense de Letras, ocupada atualmente por dona América Fernandes Rosado Maia, viúva do saudoso JERÔNIMO Vingt-Um Rosado Maia. Faleceu em Natal no dia 20 de agosto de 1988.
Regressando a Natal foi professora de Francês da Escola Doméstica, assumindo a direção da Escola no período de 1930 a 1943.
Aderiu às idéias da Ação Integralista Brasileira, movimento liderado no Brasil por Plínio Salgado e que atraiu uma boa facção da intelectualidade nacional que não aceitava as idéias marxistas. Muitos de seus integrantes eram ligados à Igreja Católica, como o seu irmão, Oto de Brito Guerra (02/07/1912 – 16/03/1996). Santa Guerra chefiou a Ala Feminina na Ação Integralista, correspondendo-se frequentemente com Plínio Salgado, particpando de reuniões e manifestações do movimento.
Também dedicou-se ao teatro, escrevendo peças didáticas de cunho cívico. No trabalho Pai Severo, trata da educação familiar, em A Boa Imprensa em dizer a verdade; no esquete A Formação Rural, fala sobre o trabalho doméstico partilhado por todos os
É patrona da cadeira nº 20 da Academia Mossoroense de Letras, ocupada pela professora América Fernandes Rosado Maia, a primeira ocupante, esposa do saudoso professor Vingt-um Rosado.
membros de uma família.
Faleceu em Natal no dia 20 de agosto de 1988

MARIA IEDA DA SILVA, natural de Apodi, nascido a 16 de março de 1964, filha de Hildo Francisco da Silva e de Antonia Gomes Viana. Formou-se em jornalismo, pela Univerisdade Federal do Rio Grande do Norter, em Natal. Fez pos graduação na Faculdade de Filosofia de Ciências e Letras de Belo Horizonte-MG, no ano de 1987. Em 1985, ela fundou o jornal mensal denominado de “CORREIO APODIENSE”, o qual teve vida curta, chegando apenas no número 8. 11 anos depois, mais precisamente no dia 1º de julho de 1997. Ieda criou o jornal mensal “O OESTANO”, com grande aceitação juntos aos leitores apodienses, porém, também teve pequena duração.
Ieda Silva a primeira mulher apodiense graduada em Comunicação Social. Estudou nas escolas Ferreira Pinto, Antonio Dantas e Colégio Diocesano de Mossoró. É professora da rede estadual de ensino. Ela lecionou as disciplinas de Química, Matemática, História, Ensino Religioso, Educação Física e Literatura Infantil. Exerceu a função de diretora da ACDA-Associação Cultural e Desportivca Apodiense. Assumiu a Assessoria de Imprensa dos seguintes prefeitos: Ivo Freire, Simão Nogueira Neto, José Pinheiro Bezerra e Evandro Marinho de Paiava. Organizou e fundou vários times de handboll: Café Pécten, Fogo Assanha e Cablocha. Ieda é um exemplo de mulher dinâmica e trabalhadora. Já foi colunista do jornal O Mossoroense, editado em Mossoró. Ocupante da cadeira 26 da Academia Apodiense de Letras


MARIA DO ROSÁRIO DE FÁTIMA LEITE VALE, natural de Mossoró, nascida a 17 de março de 1955, filha de Pedro Leite de Oliveira e de Hilda Brasil Leite, e casada com Joalba Vale e mãe de Gledeson Brasil Leite Vale, Gledistony, Grecy e Pedro Leite de Oliveira Neto. Fez o ensino fundamental no Ginásio Sagrado Coração de Maria; ensino médio na Escola Normal de Mossoró e formou-se em Pedagogia pela UERN, campus de Mossoró. Iniciou trabalhando na Escola Padre Dehon onde foi professora, vice-diretora e diretora. Atuou como supervisora escolar.

MARIA DE LOURDES MOTA DE ACETO, natural de PORTALEGRE-RN, nascida 20 de março de l926, filha de José Ferreira da Mota e de Maria Idalina de Aceto Mota. Ainda criança, Transferiu-se com seus pais parra o vale do Apodi, indo residir no sítio Caboclo, posteriormente transferiu-se para Pedra de Abelhas, atual cidade de Felipe Guerra.Casou-se com seu parente SEBASTIÃO NORONHA DA MOTA. Participou efetivamente de organizações religiosas da Igreja Católica.Colaborou com obras sociais em Apodi, tendo dirigido com eficiência o Clube de Mães. Foi professora por vários anos na zona rural, por isso lhe rendeu ser patrona de uma escola municipal na cidade de APODI, situada na zona urbana. BENTA BRILHANTE DA SILVA, natural de Encanto-RN, nascida a 21 de março de 1932, filha de João Elesbão da Silva e de Marcionila Maria da Conceição, casada com VALDEMIRO URBANO DIAS, natural de Itaú, nascido a 28 de janeiro de 1928 e faleceu em Apodi a 29 de junho de 1976, filho de Francisco Jardim Torres e de Ângela Maia da Conceição, com os seguintes filhos:
1 – ANTONIO TORRES DA SILVA (02/04/1963 – 09/05/1998), casado com CLEUSA MARIA DA COSTA, natural de Apodi, nascida a 20 de agosto de 1961,com os seguintes filhos: AILTON KLAITON TORRES, nascido a 23 de agosto de 1986, Anadson Torres, nascido a 23 de janeiro de 1988 e Antonio Torres da Silva Filho, nascido a 14 de abril de 1998;
2 – VANUSIA HELIA DIAS SILVA CÂMARA, nascida a 25 de novembro de 1969, casada com Augusto da Costa Câmara, natural de Apodi, nascido a 28 de agosto de 1968, filho de José Virgínio Câmara e de Doroteia Maria da Conceição, com uma filha – CINTHYA CIBELLE DA CONCEIÇÃO SILVA CÂMARA, nascida a 14 de abril de 1994
3 - WAGNA HÉLIA DA SILVA DIAS CARLOS, natural de Apodi, nascida a 4 de outubro de 1974, casada com FRANCISCO LINDOMAR CARLOS (11/01/1980), natural de Apodi, filho de JOÃO BATISTA CARLOS (Severiano Melo, 16/1/48) e de NEUZANETE CRISÓSTOMO CARLOS (Portalegre, 17/5/58), mãe de JÚLIA SILVA CARLOS, nascida a 9 de janeiro de 2009


Vereadora Baía – MARIA QUEIROZ DA SILVA, natural de Grossos, nascida a 30 de março de 1928. Deficiência física de nascença (não tinha pernas nem o braço direito, ela se revelava desprovida de preconceito e era dotada de uma inteligência privilegiada. Em 1949, deixou sua terra natal e indo para a capital do Estado, juntamente com sua família, na tentativa de ingressar no curso ginasial, porém as escolas não aceitavam pessoas deficientes. Após várias tentativas frustradas, consegue ingressar no Atheneu Norte-Rio-Grandense para cursar o primeiro ano ginasial. Após concluir este curso, ingressar na Escola Normal para fazer o curso Pedagógico. No término do curso normal ou pedagógico, a direção da Escola não quis conferir o diploma, alegando a deficiência física. Depois de muita luta conseguiu o tão almejado diploma de professora.
O próximo passo seria galgar uma cadeira de mestre nas escolas públicas. As portas lhe são fechadas novamente, pelo mesmo motivo. Desesperada com esta atitude das autoridades do ensino, a recém formada funda o Externato Santa Terezinha, assumindo o cargo de professora e diretora.
Em 1967, formou-se em Ciências Econômicas, pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte.
Uma particularidade de Maria Queiroz era o seu espírito religioso, participando ativamente das atividades da Igreja. Comandou na Praia de Areia preta, uma campanha de arrecadação de fundo para a reconstrução da Igreja de São Francisco de Assis, tendo deixado a igrejinha até hoje apta para as funções religiosas.
Em 1976, candidata-se a Vereadora para a Câmara de Natal, pelo MDB-Movimento Democrático Brasileiro, Partido De Oposição Ao Governo Militar, Obtendo 1.636 Votos, ficando na primeira suplência. Assume o mandato a partir de 4 de novembro de 1978, sendo a primeira mulher a ocupar o cargo de Vereador em Natal. Faleceu a 18 de outubro de 1981, em pleno exercício de suas atividades, após submeter-se a uma cirurgia cardíaca.
Maria Queiroz – Baía, como era conhecida, deixou um exemplo de obstinação na superação da deficiência física, estudando, formando-se em universidade, militando na política partidária e lutando pelo bem comum de sua comunidade.

AS DEPUTADAS ESTADUAIS 1ª – LINDALVA TORQUATO FERNANDES, posse em 12/01/1955
Lindalva Torquato Fernandes, natural de Luís Gomes (25/05/1923 – 28/06/1996), filha de Gaudêncio Torquato do Rego (12/2/1895 – 22/2/1981) e de Joana Batista de Souza Rego. Ela foi a segunda mulher a exercer um mandato de deputado estadual (19ª Legislatura – 1955/59); como também foi a primeira mulher potiguar a exercer o cargo de presidente do Tribunal de Contas do Estado. Era casado com José Fernandes de Melo, natural de Currais Novos - RN, nascido a 02/03/1917 e falecido a 09/03/2001, filho de Elias Fernandes de Melo e de Maria Pires Fernandes. Com os seguintes filhos: Drª Sônia Maria Fernandes Ferreira, casada com o professor e ex-deputado federal João Faustino Ferreira Neto, natural de Recife, nascido a 16/07/42, filho de Edson Maranhão Ferreira e de Antônia Aurora de Carvalho Ferreira; Dr. Elias Fernandes Neto, atual diretor do DNOCS, casado com Ana Karenina da Silva Fernandes. Deputado estadual, estando atualmente em seu 3º mandato; Drª Nia Maria Fernandes Dutra, casada com o Dr. Carlos Alberto Salustiano Dutra; Dr. Sílvio Fernandes Torquato; e Dr. José Fernandes Filho, casado com Ieda Monteiro Torquato.
2ª – ANA MARIA – Ana Maria efetivamente não foi eleita, mas conquistou a primeira suplência pela legenda do PMDB, com 9.838 votos, no pleito eleitoral de 15 de novembro de 1986, assumindo o mandato na vaga deixada pelo deputado Laire Rosado Filho, quando o mesmo desincompatibilizou-se para disputar a prefeitura de Mossoró, sendo derrotado por uma mulher – Rosalba Ciarline 3ª – Maria Gisenira Diógenes de Freitas Fernandes, eleita em 03/10/1994, com 20.149 votos . GIZENIRA FERNANDES, natural de Pau dos Ferros, nascida a 20 de setembro de 1948, advogada, ex-deputada estadual e é casada com o deputado estadual Raimundo Fernandes

4ª – Sandra Rosado, eleita em 4/10/1998, com 19.911 votos

SANDRA MARIA DA ESCÓSSIA ROSADO, natural de Mossoró, nascida a 23 de maio de 1951, filha de Jerônimo Vingt Rosado Maia e Maria Lourdes da Escossia Rosado, natural de Mossoró, nascida a 17 de abril de 1927, filha de Augusto da Escossia Nogueira e de Maria Jerônimo Rosado. Casada com Lairi Rosado Filho e mãe de Cid Augusto, Vingt Rosado Neto, deputada estadual Larissa Rosado e do vereador e apresentador de televisão Laire Neto. Prefeita de Mossoró, deputada estadual e atual deputada federal, estando em seu segundo mandato
5ª – Ruth Ciarliene, eleita em 4/10/1998, com 19.480 votos, reeleita em 6 de outubro de 2002. Em 2006 não conseguiu sua reeleição
RUTH ALAÍDE ESCÓSSIA CIARLINE MEDEIROS, natural de Mossoró-RN, nascida a 3 de abril de 1957, filha de Clovis Monteiro Ciarline e de Maria da Conceição da Escossia Ciarline. É casada com Eduardo Dias de Medeiros Neto e mãe de André Luiz Ciarline Chão Costa, nascido a 3 de janeiro de 1984. Cursou o 1º grau no Ginásio Coração de Maria e no Colégio Diocesano Santa Luzia, neste último também iniciou o 2º grau, tendo concluído no Rio de Janeiro. É formada pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Eleita em 4/10/1998, com 19.480 votos, reeleita em 6 de outubro de 2002. Em 2006 não conseguiu sua reeleição.
6ª – Larissa Rosado, eleita em 6 de outubro de 2002, com 39.144 votos, reeleita em 2006
LARISSA DANIELA DA ESCÓSSIA ROSADO, natural de Mossoró, nascida a 20 de julho de 1974, filha de Laire Rosado Filho, natural de Mossoró, filho do farmacêutico Jerônimo Lajyre de Medeiros Rosado(18/9/1910 – 23/8/2003) e Francisca Gurgel Frota Rosado; e de SANDRA MARIA DA ESCOSSIA ROSADO, natural de Mossoró, nascida a 23 de maio de 1951. Filha de Jerônimo Vingt Rosado Maia e de Maria de Lourdes Bernadeth da Escossia. Foi apoiada pelo Presidente da República LULA DA SILVA e peça Governadora VILMA DE FARIA, foi a segunda colocada com 46.149 votos, equivalente a 37,44 por cento

DEPUTADAS FEDERAIS
01 – Vilma Maia, eleita em 15 de novembro de 1986, com 143.583 votos, campeã de votos, batendo o recorde de votos em todos os tempos no Rio Grande do Norte
2ª – Sandra Rosado
PRIMEIRA GOVERNADORA
Vilma Faria
VILMA MARIA DE FARIA, mossoroense, nascida a 17/2/1945, na casa nº 1248, na Avenida Rio Branco, Centro, em frente a antiga Estação Rodoviária e atual Estação das Artes “Elizeu Ventania”. Filha de Morton Maria Faria e de Francisca Sales Paraguai de Faria. Ex-esposa do ex-governador Lavoisier Maia. Em 1983 assumiu a Secretaria do Trabalho e Bem-Estar Social. Em 15/11/86, elegeu-se deputada federal (Constituinte), tendo sido a 1ª mulher potiguar a se eleger deputada federal, com 145 mil votos. Vilma teve atuação destacada na Assembléia Nacional Constituinte, quando foi escrita a atual Constituição Federal, promulgada em 5/10/1988. Em 15/11/1988 elegeu-se primeira mulher prefeita de Natal, cargo para a qual foi eleita novamente em 6/10/96 e reeleita em 1/10/2000. No início de abril de 2002, Vilma de Faria renuncia o cargo de prefeita da capital para disputar o governo do Estado, juntamente com seu companheiro de chapa, o deputado estadual Antônio Jácome (PSB). Para a surpresa dos potiguares, ela nas eleições de 6/10/2002 conquistou a 1ª colocação, vencendo as duas principais oligarquias do Rio Grande do Norte – Alves e Maia, ficando na frente dos candidatos Fernando Freire apoiado pela família Alves e Fernando Bezerra apoiado por José Agripino. No 2º turno, ocorrido em 27/10/2002, a mesma venceu Fernando Freire, com quase 300 mil votos. Nas eleições de 2004, Vilma de Faria sozinha elegeu seu candidato a prefeito de Natal, Carlos Eduardo. Naquele pleito eleitoral se juntam 5 ex-governadores: Aluízio Alves, José Agripino, Garibaldi Alves, Geraldo Melo e Fernando Freire na tentativa de derrotar a nossa governadora, mas todos sofreram uma fragorosa pisa de saia. No pleito eleitoral de 2006, juntamente com seu novo companheiro de chapa Iberé Ferreira de Souza disputou à reeleição concorrendo com o ex-governador Garibaldi Alves, este governador de férias, o derrotou nas urnas, decretando assim, a primeira derrota de Garibaldi Alves. Na próxima eleição será candidata ao mandato de SENADORA. No que diz respeito qual será seu candidato ao governo do Estado, ninguém saberá qual será, na disputa estão IBERÉ FERREIRA, candidato natural por ser seu vice; ROBINSON FARIAS, atual presidente da Assembléia Legislativa e Henrique Alves, deputado federal no décimo mandato: 1970,74,78,82,86,90,94,98,2002 e 2006.

PRIMEIRA SENADORA ROSALBA CIARLINE ROSADO – Candidato a vice-governadora na chapa encabeçada por Lavoisier Maia, que foram derrotados por seus opositores Garibaldi Alves e Fernando Freire.
ROSALBA, natural de Mossoró, nascida a 26/10/1952, filha de Clóvis Monteiro Ciarline e de Maria Conceição da Escóssia. Casada com Carlos Augusto de Souza Rosado, com os seguintes filhos; Karla, Marlos Augusto, Lorena e Carlos Eduardo, Formou-se em medicina, pela UFPB, especializada em Pediatria. Ela foi a primeira representante do sexo feminino a representar o seu povo com um mandato de prefeita, eleita em 15/11/88. Ela ingressa na política quase sem dar conta, na condição de médica, começou a fazer um trabalho muito voltado para a comunidade mossoroense, de apoio a entidade assistenciais, e sempre esteve ao lado do esposo, o ex-deputado estadual Carlos Augusto. Rosalba em 6/10/96 conquista seu 2º mandato, com vitória esplendorosa sobre sua concorrente Sandra Maria Escóssia Rosado 923/5/510, com uma maioria de 36 mil votos. Em 2002, Rosalba vence sua ex-adversária e atual aliada Maria de Fátima Rosado Nogueira – FAFÁ ROSADO (3/3/53), e em 2004, fez sua sucessora na pessoa de Fafá Rosado. Rosalba é a primeira mulher mossoroense a administrar a cidade em 3 mandatos. Rosalba candidata ao senado no pleito eleitoral de 2006, a qual foi eleita, derrotando o todo poderoso senador Fernando Bezerra se tornando assim, a primeira mulher potiguar a exercer o mandato de senadora. No Rio Grande do Norte. Rosalba Ciarline tem tudo para ser a próxima governadora do Rio Grande do Norte. Somente Deus evitará que ela venha ser governadora. Quem viver, verá.

22 – ITAÚ - Edvirges Pinheiro da Silva, natural de Apodi-RN, nascida a 19 de dezembro de 25 de dezembro de 1893. Filha de José Antonio Maia e de Maria pinheiro da Silva. Foi a primeira mulher itauense a representar seu povo com um mandato de vereador. EDUVIRGES PINHEIRO DA SILVA, nasceu na então povoação, posteriormente Vila e atual cidade de Itaú, no município de Apodi a 25 de dezembro de 1893, filha de José Antonio Maia e de Maria Pinheiro da Silva. Casou-se em 1907, com apenas 14 anos de idade, com PEDRO MARTINS DA SILVA, nascido em 25 de julho de 1888, filho de Joaquim Pereira da Silva e Antonia Maria da Conceição. Com os seguintes filhos:
1 – BRAZ PINHEIRO DA SILVA, com os seguintes filhos: Iara Pinheiro da Silva, Franklim Pinheiro da Silva, RAMON Pinheiro da Silva, Sheques Pires da Silva,e Zoraide Pinheiro da Silva .
2 – MARIA BENEDITA BRASIL, nascida em 29 de agosto de 1914.
2 – ANTONIA M. MARTINS DE ALMEIDA, com os seguintes filhos: Mary Dione de Almeida, Antonio Lisboa de Almeida Filho, Rosa Cândida de Almeida.
3 – ARNOBIO PINHEIRO DA SILVA, nascido em 28 de julho de 1915, casada com Estelita Maia Pinheiro, natural de Apodi, nascida em 11 de dezembro de 1921, filha de Fausto Pinheiro da Silva e Maria Ursula de Oliveira, com os seguintes filhos: Maria Ursula Neta de Freitas, nascida em 17 de dezembro de 1945, casada com José Pereira de Freitas, natural de Itaú, nascido em 4 de dezembro de 1938, filho de Francisco Pereira da Silva e Maria Pinheiro de Freitas; Maria Amélia Fernandes, nascida em 11 de novembro de 1953; Maria de Fátima Fernandes Maia, nascida em 2 de fevereiro de 1956; Antonio Pinheiro da Silva, Fausto Pinheiro da Silva Neto, nascido em 22 de setembro de 1948; Maria das Graças Pinheiro, Maria Iara Pinheiro, nascida em 24 de novembro de 1956; Jorge Ivanilson Pinheiro, nascido em 23 de abril de 1964.
4 – JOSÉ ANTONIO NETO, vulgo “ZÉ DO BAR”, natural de Itaú, nascido em 24 de fevereiro de 1934, casado com Maria Soares Gurgel, natural de Itaú, nascida em 18 de junho de 1939, filha de José Soares Campos e Maria Pinheiro Gurgel, com os seguintes filhos: JOÃO DEHON GURGEL PINHEIRO, nascido em 23 de junho de 1966; Dr. JANETO GURGEL PINHEIRO, nascido em 20 de junho de 1968, casado com a Dra. Christianny Cardoso de Souza; JEANE GURGEL PINHEIRO, nascida em 29 de outubro de 1973; e JATIANNE GURGEL PINHEIRO, nascida em 19 de setembro de 1974.
5 - CECILIA MAIA MARTINS, nascida em Itaú-RN, a 22 de novembro de 1928, casou-se em 14 de novembro de 1948, com PEDRO PEREIRA DE ANDRADE, natural de Itaú, nascido em 25 de maio de 1925 e falecido em 5 de julho de 1992, filho de José Pereira de Andrade e Francisca Alves de Andrade, com os seguintes filhos: MARIA DA NATIVIDADE DE ANDRADE LIMA, MARIA NEIZE DE ANDRADE FERNANDES, nascida em 25 de fevereiro de 1952, primeira apodiense a se formar em Juíza de Direito, em 19 de dezembro de 1975, sua primeira comarca foi a de Janduís, criada em 25 de janeiro de 1980, no período de 23 de julho de 1982 a 19 de novembro de 1983; RAIMUNDO NONATO DE ANDRADE (BOLA SETE), nascido em 8 de outubro de 1955, EDUVIRGES PINHEIRO DA SILVA SOUZA (NETA DO CARTÓRIO), nascida em 16 de agosto de 1958, casada com José de Araújo de Souza, nascido em 22 de dezembro de 1952; NEIDE MATILDE DE ANDRADE CORDEIRO, nascida em 14 de março de 1969, viúva do saudoso Luiz Cordeiro dos Reis Filho, natural de PATU-RN, nascido em 11 de março de 1962 e falecido em 4 de janeiro de 2007, filho de Luiz Cordeiro dos Reis e Maria das Dores dos Reis; NIEDJA MARIA DE ANDRADE PAIVA, PEDRO PEREIRA DE ANDRADE JÚNIOR. Dona Cecília concluiu o curso primário na Escola do Sítio Jesusalém. Em 1952 assumiu a gerência do Cartório Único de Itaú e em 1955 foi efetivada como escrivão do mesmo. Em agosto de 1972, mudou-se para Apodi e fixou residência. Seu trabalho continua durante 36 anos no Primeiro Cartório Judiciário de Apodi, a qual se aposentou em 1988, passando o cargo para sua filha Edwirges Pinheiro.
7 - IRENE MAIA MARTINS, com os seguintes filhos: MARIA DA CONCEIÇÃO MARTINS e SILVA, MARIA APARECIDA MARTINS DE SOUZA e MARIA IVANILDE MARTINS DE SOUZA

2 – LUZIA DA COSTA CAVALCANTE, eleita em 15/11/1976. Com 180 VOTOS.natutal de Portalegre, nascida 4 de novembro de 1936, filha de Joaquim Otaviano da Costa e de Vital Maia de Hesus, casada com Antonio Crisostomo Cavalcante, natural de Portalegre, nascido a 13 de abril de 1930, filho de Júlio Ferreira Cavalcante e de Febrina Nunes Cavalcante, com os seguintes filhos: VERÔNICA, CONSUELA, CLEIDE, IVETE, CLÁUDIO, HÉLIO, ANTONIO FILHO, JÚLIO FEREIRA, FRANCISCA COSTA e JOAQUIM
6 – FELISBELA RODRIGUES CAVALCANTE, eleita em 15/11/1976, com176 VOTOS, natural de Portalegre, nascida a 20 de novembro de 1931, filha de João Masculino Pinto e de Maria Joaquina Rodrigues, casada com Francisco Ferreira Cavalcante, conhecido popularmente por CHICO GERMANO (09/08/1928 – 04/04/1965), filho de Pedro Ferreira Cvalcante e Saturnina Maria Ferreira, mãe de quatro filhos: LUIZ ANTONIO CAVALCANTE (13/02/1956), JOANA D’ARC CAVALCANTE (19/2/1958), FRANCISCO FERREIRA CAVALCANTE FILHO (03/08/1959) e MARIA BERNADETE CAVALCANTE (30/03/1962)

27/10/1927 - PRIMEIRO VOTO FEMININO
O direito ao voto feminino começou aqui, com a professora Celina Guimarães Viana, natural de Natal, nascida a 15 de novembro de 1890 e faleceu em Belo Horizonte-MG, 11 de julho de 1975, era casada com o professor Elizeu Viana, a primeira brasileira a votar, em 1927. Depois de cursar a Escola Norma de Natal, Celina casou-se com Eliseu de Oliveira Viana e o casal foi morar em Acari, região do Seridó, onde ensinou no grupo escolar do município. Em 1922, Celina e o marido foram para Mossoró e ela passou a lecionar desenho na Escola Normal
Uma mulher batalhadora, antes de tudo uma mulher forte, determinada. Assim relatam os historiadores de Mossoró sobre a personalidade marcante e histórica da primeira eleitora do Estado, do país e da América Latina, a professora Celina Guimarães Viana.
Em 5 de abril de 1927, Celina depositou na urna o seu voto se tornando a primeira eleitora na cidade de Mossoró e ainda hoje esse pioneirismo é relembrado como fato marcante para a cidade.
No entanto, mesmo sendo um fato de grande importância para a história, poucos são os relatos nacionais que fazem referência a Celina Guimarães como a primeira eleitora, a desafiar os costumes de uma época com o aval da Justiça de Mossoró.

América Fernandes Rosado Maia – ESCRITORA E HOSTORIADORA, natural de Gi-Mirim-MG, nascida em 12 de março de 1922, filha do farmacêutico Américo Brasil Fernandes, filho de Cornélio Fernandes e Presciliana Fernandes e da professora Ester Pereira Fernandes, filha de Francisco Sales Pereira e Escolástica Cândida Pereira. Casada com o saudoso JERÔNIMO VINGT-UN ROSADO MAIA, natural de Mossoró, nascido às 21 horas do dia 25 de setembro de 1920 e faleceu em 21 de dezembro de 2005. A professora América tomará posse no dia 13 de março, em sessão realizada em Mossoró, no auditório Dorian Jorge Freire, da Estação das Artes Elizeu Ventania, a primeira a ser feita fora da sede, em Natal, a cadeira número 38, que tem como patrono Luiz Antônio, anteriormente ocupada pelos acadêmicos José Tavares e Vingt-un Rosado












Dra. SHEILA, primeira mulher a axercer o cargo de delegado de uma Delegacia de Polícia Militar em Caraúbas e na região Oeste Potiguar. 27/04/200718/02/2009
SHEILA MARIA DE FREITAS DE SOUZA, natural de Natal, nascido a 30 de agosto de 1965, filha de Teobaldo Oliveira de Souza e Maria Freitas Melo de Souza, casada em duas núpcias, a primeira em 1982, com MARCOS VALERIO DE ALMEIDA, natural de Natal, com três filhos: LEONARDO FREITAS DE ALMEIDA, nascido a 25 de dezembro de 1983; THIAGO FREITAS DE ALMEIDA, nascido a 13 de outubro de 1986; e ALINE FREITAS DE ALMEIDA, nascida a 25 de janeiro de 1988. A segunda, no ano de 2000, com ADMILSON DE MELO JÚNIOR, natural de Campo Grande-RN, nascido a 29 de agosto de 1978, filho de Admilson Fernandes de Melo e de Severina Macedo de Souza, sem filhos, porém, cria uma enteada de nome MARIA EDUARDA FERNANDES, nascida a 28 de abril de 1999. Formada em Direito pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte-UFRN. Em 2000 ingressou na Polícia Civil do Estado do Rio Grande do Norte. Sua primeira Delegacia foi a Especializada em Roubos e Furtos de Natal, posteriormente comandou a Primeira Delegacia, na Cidade Satélite, em Natal, passando uma temporada na Delegacia do Turista. No dia 26 de abril de 2007 tomou posse como delegada de polícia na Delegacia Municipal de Caraúbas, nomeada pelo secretário-geral da Degepol, bacharel Bem-hur Cirino de Medeiros. Primeira mulher a comandar a DP de Caraúbas, cidade anteriormente dominada pela briga de famílias.
Determinada, ela conta à Sua Vida Mulher, Caderno do Jornal de Fato do dia 10 de junho de 2007.
Em meio à paisagem árida do sertão potiguar, numa cidade onde já imperou a disputa entre famílias rivais, surge uma nova liderança mulher, 43 anos, esposa, mãe de três filhos, Sheila Maria de Freitas, a primeira mulher a comandar a Delegacia de Polícia de Caraúbas, município distante 72 quilômetros de Mossoró. O olhar firme, lançado em cada declaração feita, deixa clara a determinação com que lida no dia-a-dia no combate à criminalidade. O jeito meio durão, no entanto, deixa escapar uma ponta de timidez, ao ficar diante das lentes de uma câmera fotográfica.
A missão de comandar a delegacia de interior é tida como mais um desafio na via e um componente a mais no currículo. Medo? Nunca, diz a delegada. Ela prefere acreditar que o comando da delegacia de Caraúbas faz parte apenas de mais uma missão. “Fui convidada a assumir este posto e é o quê pretendo fazer da forma correta. Já enfrentei a Delegacia de Furtos e Roubos de Natal logo que me formei. O estigma de ser Caraúbas não muda em nada.
Para ela, o principal desafio a ser vencido, até o momento, é a falta de apoio da população na elucidação dos crimes. Ela não sabe ao certo o motivo, mas acredita que ocorre devido à falta de confiança que os cidadãos caraubenses ainda carregam. “Estou aqui há pouco tempo, e eles não conhecem meu trabalho direito. Isso tem sido um desafio. A gente precisa ganhar o apoio e confiança da população. Porque do contrário, a polícia não consegue trabalhar direito”, destaca.
A delegada acrescenta que, apesar da delegacia sempre ter sido comandada por homem, até o presente momento, ela não foi alvo de nenhum preconceito por ser mulher. Pelo contrário tem sido elogiada.
A escrivã Ariana Alves Suassuna, natural de Patu-RN, nascida em 9 de julho de 1975, filha de Humberto Suassuna e de Margarida Alves que trabalha há mais de anos na Delegacia de Caraúbas, disse que o trabalho melhorou bastante no comando de Sheila Maria. O ambiente de trabalho se tornou mais coletivo, segundo ela. “Para ela todo mundo é igual”. Além disso, a gente se sente mais à vontade de trabalhar com uma delegada. Acredito que até a produtividade da equipe melhorou com a chegada da delegada Sheila. É uma nova experiência a que estamos nos adaptando, informa a escrivã.




PRIMEIRA MULHER A SER DELEGADA-GERAL DA POLÍCIA CIVIL

Dra. Suerda Valéria Maciel de Araújo Cruz, nascida no ano de 1960. Ela no dia 1º de julho de 2005-Sexta-Feira, assumiu a Delegacia Geral da Polícia Civil (DEGEPOL). Foi a primeira vez que uma mulher assume o cargo de Delegada Geral da Polícia Civil no estado do Rio Grande do Norte. A posse ocorreu no Centro Administrativo. Ela substituiu o Bel. Elias Nobre.
(Suerda Cruz comandou de fevereiro de 2003 a 1º de julho de 2005 a Diretoria de Policiamento da Grande Natal (DPGRAN), sob o comando de 42 delegacias especializadas e distritais. Ela é foprmada em Direito pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte, turma de 1983 e em 1985 ingressou na Polícia Civil. Em 2003 concluiu em primeiro lugar o curso superior de Polícia Civil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Quem sou eu

Minha foto
É o blog da cultura, política, economia, história e de muitas curiosidades regionais, nacionais e mundiais. Pesquisamos, selecionamos, organizamos e mostramos para você, fique atenado no Oeste News, aqui é cultura! SÃO 118 LINKS: SEU MUNICÍPIO - histórico dos 167 municípios potiguares; CONHECENDO O OESTE, MOSSORÓ, APODI - tudo sobre o município de Apodi, com fatos inéditos; MOSSORÓ - conheça a história de minha querida e amada cidade de Mossoró; SOU MOSSOROENSE DE NASCIMENTO e APODIENSE DE CORAÇÃO; JOTAEMESHON WHAKYSHON - curiosidades e assuntos diversos; JULLYETTH BEZERRA - FATOS SOCIAIS, contendo os aniversariantes do mês;JOTA JÚNIOR,contendo todos os governadores do Estado do Rio Grande do Norte, desde 1597 a 2009; CULTURA, POLICIAIS MILITARES, PM-RN, TÚNEL DO TEMPO, REGISTRO E ACONTECIMENTO - principais notícias do mês; MILITARISMO. OUTROS ASSUNTOS, COMO: BIOGRAFIA, ESPORTE, GENEALOGIA, CURIOSIDADES VOCÊ INTERNAUTA ENCONTRARÁ NO BLOG "WEST NEWS", SITE - JOTAMARIA.BLOGSPOT.COM OESTE NEWS - fundado a XXVII - II - MMIX - OESTENEWS.BLOGSPOT.COM - aqui você encontrará tudo (quase) referente a nossa querida e amada terra potiguar. CONFIRA...

PORTAL TERRAS POTIGUARES NEWS

PORTAL TERRAS POTIGUARES  NEWS
O RN PASSA POR AQUI!, COM 15 BOGS E 1300 LINKS

EM SUA OPINIÃO, QUEM É MAIS HONESTO O HOMEM OU A MULHER?

Minha lista de blogs